Brasil no Pan-Americano

João Menezes tênis ouro Pan de Lima — Foto: REUTERS/Ivan Alvarado

Confira como que foi o Brasil no final de semana em Lima no Peru nos Jogos Pan-Americanos que encerra no dia 11 de agosto.

Carolina Meligeni e Luisa Stefani saíram atrás, buscaram o empate e, após salvarem um match point no tie-break, conseguiram a vitória na disputa do bronze das duplas dos Jogos Pan-Americanos de Lima contra as chilenas Daniela Seguel e Alexa Guarachi. O placar foi de 2 a 1, parciais de 2/6, 7/5 e 11-9. 

Ginástica Rítmica:

Pentacampeão dos Jogos Pan-Americanos, o conjunto do Brasil entrou no segundo dia de disputas da ginástica rítmica na liderança. Os adversários estavam na cola, mas o Brasil acabou perdendo para si mesmo. Duas falhas grandes logo no início da prova mista (três arcos e dois pares de maças) fez o conjunto verde-amarelo cair da liderança para a terceira posição, somando 43,350. O hexa escapou. O México cravou tudo e levou o ouro no geral com 48,375 pontos. Estados Unidos ficaram com a prata, com 45,975.

Ginástica Ritmica – Individual

O Brasil está de volta ao pódio do individual geral da ginástica rítmica dos Jogos Pan-Americanos. Depois de ficar fota do top 3 em Toronto 2015, o país viu uma acirrada disputa entre suas duas ginastas para conquistar o bronze em Lima, neste sábado. Natália Gaudio e Bárbara Domingos empataram na soma dos quatro aparelhos, com 67,150 pontos, mas Natália levou a medalha no critério de desempate. O ouro ficou com a favorita americana Evita Griskenas (75,825) e a prata com sua compatriota Camilla Feeley (70,725).

Polo Aquático

A seleção feminina de polo aquático deu um verdadeiro passeio pelas águas do Centro Aquático dos Jogos Pan-Americanos de Lima em sua estreia na competição, na manhã deste sábado (04/08). Sem dificuldades, venceu a Venezuela por 15 a 4.

Medalhista de bronze em Winnipeg 1999, Santo Domingo 2003, Guadalajara 2011 e Toronto 2015, dessa vez o objetivo da seleção é a prata, que garantiria a sonhada vaga para Tóquio. Isso porque só os campeões levam a vaga no polo, mas como os Estados Unidos são favoritos absolutos no feminino e já estão garantidos nos Jogos de 2020, o segundo colocado herda o espaço.

As meninas voltam a jogar nesta segunda-feira, às 13h (de Brasília), contra os Estados Unidos. Neste domingo, os homens estreiam contra o Peru às 18h30.

Maratona Aquática

A brasileira multicampeã das águas abertas Ana Marcela Cunha venceu neste domingo a prova de 10 km e ficou com o ouro na maratona aquática feminina dos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru. A também brasileira Viviane Jungblut ficou com o bronze. A argentina Cecilia Biagioli levou a prata. Com o resultado, a baiana, que já tem no currículo o título de mulher com mais medalhas na modalidade na história dos Mundiais de esportes aquáticos (dez), conquista o primeiro pódio Pan-Americano da carreira.

Marcha Atlética Feminina

O roteiro se desenhava para que Erica Sena conquistasse seu primeiro ouro em Jogos Pan-Americanos. Depois de fazer história com a prata em 2015 (primeira medalha do país na modalidade), a brasileira liderou boa parte dos 20 km da marcha atlética no Pan de Lima neste domingo, mas punições no fim da prova custaram o primeiro lugar e ela ficou com o bronze.

Marcha Atlética Masculina

Caio Bonfim conquistou a medalha de prata para o Brasil nos 20km da marcha atlética no Pan de Lima neste domingo. Ele terminou a prova em 1h14m10. O brasileiro havia sido bronze em Toronto 2015 e no Mundial de Londres 2017 e comemorou a nova cor da medalha no Peru.

Canoagem Slalom

A canoagem slalom, Ana Sátila, no C1 feminino, e Pepê Gonçalves, no K1 masculino, venceram suas finais e garantiram a medalha de ouro.

No C1 masculino, Felipe Borges foi bronze. E Omira Estácia – irmã de Ana Sátila – chegou a fazer tempo para a prata, mas a revisão de sua prova a faz terminar em último lugar.

O alvinegro Piracicabano volta a campo, na próxima sexta-feira, 09 de agosto no Barão da Serra Negra, para enfrentar o Atibaia, às 20h, pela oitava rodada.

Surfe

O surfe brasileiro fechou a participação nos Jogos Pan-Americanos de Lima com mais um ouro nas ondas de Punta Rocas. 

Chloé Calmon colocou a bandeira verde-amarela no topo do pódio ao superar a peruana Maria Fernanda Reyes, na tarde de domingo, na final do longboard.

A vitória veio em uma grande apresentação da carioca de 24 anos, que fez 15,36 pontos, contra 12,76 da surfista local.

Hipismo

Rafael Losano, Marcelo Tosi, Carlos Parro e Ruy Fonseca conquistaram a medalha de prata no conjunto completo de equitação (CCE) do hipismo e, com ela, carimbaram o passaporte para os Jogos Olímpicos Tóquio 2020. De quebra, Parro levou o bronze no individual. 

Tênis Feminino – Individual

A tenista paulista de 23 anos Carol Meligeni perdeu por 2 sets a 0 (6/3 e 6/4) para a paraguaia Verónica Cepede, cabeça de chave número 1 do torneio e atual 147ª do ranking mundial.

Carol, 334ª do mundo, até começou a partida bem, mas não resistiu à maior consistência da adversária de 27 anos após 1h34m de partida.

Com o resultado, Cepede deve ficar com a vaga para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Tênis Masculino – Individual

Aos 22 anos, João Menezes é campeão pan-americano no tênis. O brasileiro bateu o chileno Tomás Barrios por 2 sets a 1, parciais de 7/5, 3/6 e 6/4.

Com o título deste domingo, João Menezes torna-se o sexto tenista brasileiro a ganhar o ouro no torneio de simples do Pan. Além dele, de Meligeni e Saretta, também foram campeões Fernando Roese (1987), Thomaz Koch (1967) e Ronald Barnes (1963).

Vôlei Masculino

A Seleção Brasileira de Vôlei derrotou na noite de domingo (04), o Chile por 3 sets a 0, parciais de 25/12, 25/19 e 25/21, conquistando a medalha de bronze o quinto do Brasil na história da modalidade nos Jogos Pan-Americanos.

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.