Coluna – A volta do Brasileirão!

O Campeonato Brasileiro já começou e, com ele, a esperança dos torcedores de São Paulo para que a taça fique mais uma vez por aqui. Palmeiras, Corinthians, São Paulo, Santos e RB Bragantino representam nosso Estado e têm boas chances de conquistar mais uma vez a competição mais importante do País. Lembrando que, devido a pandemia, o torneio de 2020 acabará somente em fevereiro de 2021.

Vamos, então, analisar as equipes. Começando pelo Palmeiras: o atual campeão paulista e terceiro colocado na competição do ano passado entra novamente como um dos protagonistas – ao lado do Flamengo, Grêmio, Internacional e Atlético-MG, que se reforçou bastante para essa temporada. Porém, o Alviverde tem de se reencontrar. Após a saída do ídolo Dudu, o time ainda não convenceu. Comandado por Vanderlei Luxemburgo, precisa mais para se credenciar verdadeiramente à taça.

O Corinthians chega como uma incógnita. Já fez belas campanhas com times medianos – inclusive, foi campeão em 2017 com uma equipe modesta – e, por isso, não podemos duvidar de sua capacidade. O técnico Tiago Nunes, pressionado pela perda do título paulista e pela estreia com derrota em Belo Horizonte (3 a 2, de virada, para o Atlético-MG), precisa urgentemente fazer o time jogar. Tem uma defesa forte, mas o setor de meio-campo ainda deve.

O São Paulo, apesar da estreia com vitória diante do Fortaleza de Rogério Ceni (1 a 0 no Morumbi), também é visto com desconfiança. O técnico Fernando Diniz não é unanimidade no clube e terá de mostrar bons resultados principalmente neste início de competição para se segurar no cargo. O maior problema está no comando de ataque: Pato, Pablo, Everton, Helinho, Paulinho Boia e Toró, entre outros, estão longe das tradições tricolores.

Por fim, o Santos. Sinto dizer, mas o Alvinegro Praiano corre sérios riscos neste ano. Com uma crise sem precedentes fora de campo, com ações na Justiça e punido pela Fifa, o time não pode contratar e ainda vem perdendo jogadores. Nem a saída de Jesualdo Ferreira e a chegada de Cuca me parece o suficiente. Falta material humano ao novo técnico. A esperança (mais uma vez!) é a base. Se achar outra joia, o Santos pode se dar bem no Brasileiro.
PANDEMIA – Mas não tem sido fácil esse início de Brasileiro. Mais de 100 atletas já foram diagnosticados com a Covid-19 e a preocupação é grande.

Há quem defenda a interrupção imediata da competição mesmo antes de completar a terceira rodada. Com a palavra as autoridades esportivas e sanitária! Se for para continuar, que se dê todas as garantias e segurança à saúde dos atletas. Futebol é entretenimento e todos nós amamos, mas com saúde não se brinca!

Colunista – Alexandre Nascimento – Chefe do Setor de Eventos da Selam (Secretaria de Esportes, Lazer e Atividades Motoras)

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.