Confira como estão as equipes da Série A2 nesta quarentena

São  mais de 100 dias sem futebol da Série A2. Por isso vamos trazer para você leitor de nosso site, um balanço de como estão as equipes nesta quarentena.

Ainda não existe uma data para o retorno da Série A2, mas segundo o presidente da FPF em entrevistas, a competição será definida dentro de campo.

Veja a seguir o que aconteceu com cada clube durante os 100 dias de paralisação:

Atibaia – 11º / 14 pontos

O Falcão rescindiu o contrato com a maioria dos jogadores e aguarda uma definição da FPF para formar um novo time. O zagueiro Wesley Barbosa, porém, acertou com o Atlético Cajazeiras, da Paraíba.

Audax – 10º / 15 pontos

O Audax vive situação mais confortável: a maioria dos atletas tem contrato longo e, portanto, boa parte do elenco se manteve. Além disso, o clube de Osasco fez acordos com os jogadores cujos contratos venceriam em abril ou maio. Com base na CLT, o Audax reduziu em 25% o salário dos jogadores e demais funcionários.

 Juventus – 7º / 18 pontos

No final do mês de abril, o elenco propôs à diretoria a renovação dos contratos com redução salarial. Dessa forma, os jogadores continuariam empregados, recebendo o salário mínimo, e o clube manteria o elenco até o final da Série A2. A direção do clube, porém, ainda não aceitou ou recusou oficialmente a proposta, muito por conta do déficit financeiro que o clube acumulou no período de pandemia. Independentemente disso, o artilheiro Léo Castro, que estava emprestado ao clube pela Ferroviária, dificilmente ficará no Juventus.

Monte Azul – 4º / 19 pontos

O artilheiro Marcos Paulo e o meio-campista Gabriel de Souza foram para o Boa Esporte, de Minas Gerais. O Monte Azul dispensou funcionários e fechou as portas temporariamente, mas espera uma definição da FPF para recontratar os jogadores.

Penapolense – 15º / 9 pontos

Após manifestar seu pessimismo quanto à retomada da Série A2, o Penapolense voltou atrás e agora aguarda apenas uma data de retorno para recontratar os jogadores. O presidente do clube, revelou que já tem apalavrado um acordo com a maioria dos atletas para que voltem ao CAP a fim de finalizar a competição e fugir do rebaixamento. 

Portuguesa de Desportos – 8ª / 18 pontos

A Lusa firmou pré-contrato com a maioria dos jogadores e deve manter suas princiais peças para a retomada da competição, exceto a Léo Pereira, que não aceitou a proposta e foi para o Treze-PB. O atacante Wallace Lima, titular nas últimas partidas antes da pausa, também não fica. Por outro lado, a Lusa contratou quatro reforços: o zagueiro Ícaro, o meia Mineiro e os atacantes Diego Rosa e Anselmo. 

Portuguesa Santista – 3ª / 20 pontos

Com problemas financeiros por conta da paralisação, a Portuguesa Santista não renovou com os atletas cujos contratos terminaram em abril e maio, o que corresponde a grande maioria do elenco. O técnico Sérgio Guedes. Elder Campos, que estava no sub-20 da Briosa, assumiu o time principal.

A Briosa ainda fez uma parceria com a empresa de Marcelo Galático, que assumirá a gestão do clube até o final deste ano.

 Red Bull Brasil – 14º / 10 pontos

Com jogadores sub-23, o Red Bull Brasil não tem problemas de elenco no momento: todos os jogadores têm contrato até pelo menos o final de 2020 e alguns até 2021.

Rio Claro – 13º / 13 pontos

O Rio Claro não conseguirá manter todo o elenco da Série A2. 17 jogadores ficaram sem contrato até maio e, por isso, o clube deve contar com atletas da base para terminar a competição.

São Bento – 9º / 18 pontos

O São Bento, que além da Série A, disputará a Série C do Campeonato Brasileiro, assinou com a maioria dos jogadores para o ano todo, mas por conta da redução salarial, o clube de Sorocaba perdeu o zagueiro Flávio Boaventura e o meia Diego Tavares. Além disso, o zagueiro Victor Sallinas e o atacante Sávio, que estavam emprestados, não seguem no Bentão. 

São Bernardo – 1º / 22 pontos

Líder da Série A2, o São Bernardo tem um poderio financeiro maior que os demais clubes pelo investimento de Roberto Graziano, dono da Magnum, empresa de relógios.

O Bernô, que hoje é um clube-empresa, renovou com todos do elenco. 

São Caetano – 7º / 18 pontos

O São Caetano teve a paralisação mais eventuosa dentre os 16 clubes. O Azulão desistiu de disputar o Campeonato Brasileiro Série D e voltou atrás no início de maio. Além disso, o clube renovou com os zagueiros Sandoval e Domingos, perdeu o também zagueiro Matheus Salustiano para a Ferroviária. O atacante Bruno Moares não renovou, assim como o meia Madson. Além disso, o meio-campista Jean Dias foi para o Criciúma recentemente. Fora dos gramados, o diretor Paulo Pelaipe também deixou o Azulão. 

Sertãozinho – 12º / 14 pontos

O Sertãozinho vive um dos maiores impasses da Série A2. O Touro dos Canaviais deve os salários de março e abril para a maioria do elenco. O clube tentou um acordo coletivo com os jogadores, que não aceitaram a proposta e reivindicavam o valor integral.

Taubaté – 2º / 21 pontos

O Taubaté não tem nenhum jogador titular da Série A2 com contrato vigente, mas tem esperança de que consiga manter todos.

O clube, tem feito reuniões constantes com os atletas, que parecem ter comprado a ideia do clube e devem ficar para tentar colocar o Burro da Central de volta à elite do estado após mais de 35 anos.

Votuporanguense – 16º / 9 pontos

O Votuporanguense chegou a comunicar publicamente que só jogaria em 2021, mas voltou atrás por conta do contrato firmado com a Rede Globo, detentora dos direitos de transmissão da Série A2.

Lanterna da competição, o CAV segue a favor do fim do estadual, mas se isso não acontecer, o clube quer que não tenha rebaixamento.

XV de Piracicaba – 5º / 19 pontos

O XV de Piracicaba já definiu o elenco para a retomada da Série A2. Com dinheiro embolsado por chegar na segunda fase da Copa do Brasil, o Nhô Quim renovou o contrato da maioria do plantel.

Apenas cinco atletas deixaram a equipe. Tarcísio Pugliese segue no comando do time.

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.