Daniel Costa comemora primeiro hat-trick da carreira e vitória, mas ressalta: “não podemos ir com a vantagem embaixo do braço”

Foto Crédito: Michel Lambstein - XV de Piracicaba

Aos 32 anos, o meio-campista Daniel Costa viveu uma experiência inédita em sua carreira na noite da última segunda-feira, 7, na primeira partida válida pelas quartas de final do Paulistão A2, diante da Portuguesa, no estádio Barão da Serra Negra, em Piracicaba. Pela primeira vez, o piracicabano marcou três gols em um mesmo jogo, ajudando a construir o placar de 3 a 2 a favor do Nhô Quim, que terá a possibilidade de avançar com um empate no duelo seguinte.

“Estou feliz por ter conseguido esse feito e, principalmente, por termos vencido. Conversamos antes da partida e sabíamos que precisávamos levar uma vantagem para São Paulo, independente da diferença de gols. No entanto, não podemos ir com ela embaixo do braço, temos que jogar. Esse triunfo foi importante sim, porém nada está decidido e devemos aproveitar ao máximo esses dias de treinamentos que antecedem nossa viagem”, disse Daniel.

O camisa dez do Alvinegro Piracicabano, formado nas categorias de base do próprio clube e que conta uma trajetória de acessos e títulos conquistados pelo país, retornou para casa para a disputa do estadual deste ano. “Muitas pessoas me ligaram depois desse último jogo, inclusive algumas com quem eu não falava há algum tempo. Aqui na cidade, no próprio XV, eu me sinto totalmente à vontade e, graças a Deus, as coisas têm acontecido”, comentou o maestro.

O embate da volta está marcado para a próxima segunda-feira, 14, às 17h00, no estádio Dr. Oswaldo Teixeira Duarte, o Canindé. Vitória do adversário por um gol de diferença, por qualquer placar, leva a decisão às semifinais para os pênaltis. Apenas campeão e vice da competição garantem o acesso à elite estadual em 2021. São Bernardo e Juventus, São Caetano e Monte Azul e São Bento e Taubaté são os outros confrontos da atual fase do campeonato.

Cirurgia

O volante João Pedro do XV, inscrito na lista B no Paulistão A2, passou por um procedimento cirúrgico no joelho esquerdo na manhã da última quarta-feira, 9, por conta de uma lesão de menisco. A cirurgia realizada no hospital Unimed, uma das patrocinadoras do clube, foi considerada muito bem sucedida, com o atleta do Nhô Quim, de 20 anos, começando o processo de recuperação com o fisioterapeuta Marcel Guarda já no período da tarde do mesmo dia.

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.