Dívida paga

Foto Crédito: Vitor Prates

Na tarde desta segunda-feira, 14 de maio, o Presidente do XV de Piracicaba, Celso Christofoletti, juntamente com o advogado do clube Ramon Bisson, confirmaram que o Nhô Quim levantou o dinheiro para pagar a dívida referente à frustrada transferência de Paulinho para o Ludigorests da Bulgária, em 2012.

Com isso o XV de Piracicaba fica livre de tomar qualquer punição. O pagamento do débito seria até o próximo dia 20.

“Nós nos defendemos desde o início. Eu ingressei no departamento jurídico do clube no meio desse processo. Conseguimos uma grande redução no valor estipulado inicialmente. Em última instância, os valores chegaram a 50 mil euros para o XV e 21 mil euros para o Paulinho. No caso do valor referente ao atleta, o XV entra como clube solidário, como juridicamente costumamos dizer”, explicou Bisson, que lembrou os fatores que elevaram o preço total do débito para R$ 607 mil.

“A dívida é corrigida em 5% ao ano, por isso ela cresceu e chegou aos 90 mil euros. Outro problema no momento do pagamento é a questão tributária. O XV teve que fazer o recolhimento de 18% além do valor devido, como imposto de renda e imposto sobre operações financeiras, que é o IOF. Tudo isso encareceu mais a dívida. Já fizemos o pagamento e enviamos os comprovantes para a Fifa. Entre hoje e amanhã, devemos receber a confirmação do débito quitado e aguardamos a finalização desse processo”, prosseguiu.

O presidente do clube ainda falou na coletiva, que foram muitos dias de luta para juntar o dinheiro e evitar que o XV fosse rebaixado. “Reunimos várias pessoas, empresários que nos ajudaram. Agora temos que continuar atrás de recursos para pagar esses empréstimos. Sempre honramos nossos compromissos e nossa preocupação, além de pagar essas pessoas, neste instante, é começar a traçar o orçamento para a próxima Copa Paulista e a Série A2 de 2019. Por isso, precisamos do apoio de todos que gostam do XV”, disse Christofoletti.

Outro fator importante levantado por Celso, foi do clube sempre honrar com seus compromissos e que foi um importante auxilio de conseguir o dinheiro.

A Federação Paulista de Futebol nos antecipou a cota de R$ 130 mil do Campeonato Paulista Série A2 do ano que vem, algo inédito. A Federação, inclusive, quer que divulguemos que fez isso por se tratar do XV. Temos todas as contas em dia, os balanços auditados e nenhuma reclamação trabalhista de jogador. Essa é nossa obrigação, mas isso fez com que a entidade fizesse essa antecipação. Segundo a Federação, é bom que isso seja noticiado para que sirva de exemplo para outros clubes”, falou.

Publicidade

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*