GPs cancelados

Largada do GP do Brasil de 2019, em Interlagos — Foto: Getty Images

Foi anunciado nesta sexta-feira, 24 de junho, que mais quatro Grandes Prêmios, foram cancelados devido a pandemia do coronavírus, são eles: Brasil, Estados Unidos, México e Canadá. O anuncio foi feito pela Fórmula 1.

O GP do Brasil acontece no país desde 1.973. Além de não ter a competição neste ano, o futuro da etapa brasileira do Mundial está indefinido, já que o contrato com São Paulo terminaria neste ano, e ainda não houve renovação. O Rio de Janeiro é um dos sérios candidatos a receber a prova, num novo autódromo, que nem começaram as obras.

Também foram confirmadas as realizações de corridas em Nürburgring (GP da Alemanha, em 11 de outubro), Portimão (GP de Portugal, em 25 de outubro) e Imola (GP da Emilia Romagna, em 1º de novembro). Em relação à corrida em Imola, a novidade será a realização do evento em apenas dois dias. O formato do fim de semana ainda não foi definido, mas provavelmente haverá apenas um treino livre antes da classificação e da corrida.

Brasil tem sequência interrompida

Com o cancelamento do Grande Prêmio do Brasil, o país perde uma sequência de 47 anos recebendo provas válidas pelo Mundial de Fórmula 1.

A primeira edição do Grande Prêmio do Brasil, em 1972, ainda não contou pontos para o campeonato e foi um evento-teste. Mas, a partir de 1973, o país recebeu ininterruptamente provas válidas pelo Mundial.

De 1.973 a 1.977, o GP do Brasil foi disputado na cidade de São Paulo no autódromo de Interlagos. A prova foi para o Rio de Janeiro, na temporada de 1.978, voltou para São Paulo em 1.979 e 1.980. De 1.981 a 1.989, o Rio foi novamente o palco das provas da Fórmula 1. Mas desde 1.990, as corridas ocorrem em Interlagos.

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.