Há 26 anos o Brasil conquistava o Mundial de Basquete Feminino

Foto: Divulgação / CBB

Há exatos 26 anos o Brasil, conquista o Mundial de Basquete Feminino  na Austrália em cima da China.

O Brasil tinha como grandes jogadoras como Paula, Hortência, Janeth, Helen, Adriana, Leila Sobral, Roseli, Simone, Ruth, Alessandra, Cintia Tuiú, Dalila e o técnico desta primeira conquista da Seleção Brasileira era Miguel Ângelo da Luz.

A campanha foi marcada por superação, com seis vitórias em oito jogos, incluindo um “jogo da morte” contra os Estados Unidos na semifinal.

O Brasil caiu no Grupo C, ao lado de Eslováquia, China Taipei e Polônia.

A primeira partida foi contra a China Taipei e vitória verde e amarela por 112 a 83. Na segunda rodada o Brasil encarou a Eslováquia e perdeu por 99 a 88. Terceira rodada outra vitória brasileira por 87 a 77 diante da Polônia e classificação em segundo lugar.

Na segunda fase o Brasil esteve no Grupo F, com China, Cuba e Espanha

Vitória brasileira por 111 a 91 diante de Cuba. Na segunda partida desta fase derrota para a China por 97 a 90. Diante da Espanha, deu Brasil por 92 a 87.

Semifinal e o jogo da morte contra a Seleção Norte-Americana, e vitória do Brasil por 110 a 107 e vaga na decisão diante da China.

No dia 12 de junho a consagração de uma geração que deu muito orgulho para o Brasil por 96 a 87, superando a gigante pivô Zheng, de 2,04 m.

A classificação final do Mundial ficou assim:

1º Brasil, 2º China, 3º Estados Unidos, 4º Austrália, 5º Eslováquia, 6º Cuba, 7º Canadá, 8º Espanha, 9º França, 10º Coréia do Sul, 11º Itália, 12º Japão, 13º Polônia; 14º Taipei; 15º Nova Zelândia e 16º Quênia.

Entre as cinco maiores pontuadoras da competição, o Brasil emplacou três atletas:

1ª) Hortência Marcari com média de 27,6 pontos por jogo;

3ª) Janeth Arcain com média de 23,3 pontos por jogo;

5ª) Paula Gonçalves com média de 19,8 pontos por jogo.

 Foto: Divulgação / CBB

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.