Mais bairros vão ganhar academias; até o fim de 2019 serão 102 equipamentos

Foto Crédito: Selam/Divulgação

O prefeito Barjas Negri abriu licitação para construção de academias ao ar livre, construção de praça e outras obras de manutenção em áreas de lazer. O pacote vai beneficiar a população de dez bairros e tem investimento de R$ 168.161,63. A previsão de conclusão é de 120 dias, a partir da ordem de serviço. Com mais esses equipamentos, Piracicaba terá, em 2019, 102 academias, espalhadas por toda cidade.
Serão construídas sete novas academias. O Parque Ipês/Residencial Piracicaba I, II , III, no Vila Sônia, vai ganhar uma, que será instalada na rua Corcovado, com área de 286,00 m². No Parque São Matheus/Vale do Sol, a academia será construída no Centro de Lazer, na rua Danúsio Benecase, em área de 3.437,88 m².

No Jardim Primavera, a academia ficará na praça Laércio Pinto, rua Brigadeiro Faria Lima com Cecílio Elias. Além da academia, em área de 850,38 m², também serão feito reparos de calçada.

Outros bairros que vão ganhar academias são o Parque dos Sabiás, na rua Arapaçú, em 3.730,95 m². O campo de futebol de areia do local passará por manutenção; Jardim Tomazella, no Centro de Lazer, rua Gladys Aparecida Piffer Morato do Amaral, em área de 19.373,56 m²; Jardim Itapuã, no Centro de Lazer, na rua Tupã com rua da Garça, em área de 1.553,94 m², e no Centro de Lazer Algodoal, na rua Eliza Moura da Silva, em área de 3.290,05 m². O campo de futebol de areia do Itapuã também passará por manutenção.

As academias, basicamente, contam com bases em concreto para os aparelhos de ginástica, entrada de energia, iluminação, bebedouro e mobiliário (bancos de concreto, lixeira, suporte informativo e placas). Os espaços também têm plantio de grama.

ESPAÇOS DE SAÚDE E LAZER

A Administração tem investido na saúde e no bem-estar da população ao incentivar a prática de exercícios físicos nas academias de ginástica ao ar livre. Elas estão em pontos estratégicos da cidade, com aparelhos que trabalham todos os grupos musculares. Oferecem atividades físicas de baixo impacto, destinadas aos adultos que querem e precisam fortalecer a musculatura, melhorar a flexibilidade, reduzir o sedentarismo e, ao mesmo tempo, conhecer novas pessoas e fazer novas amizades.

A primeira academia ao ar livre foi implantada em 2009, no Parque da Rua do Porto e, em 2012, foi instalada a primeira academia para cadeirante. No ano seguinte, foram mais três. O sucesso das academias é tão grande que a comunidade dos bairros, por meio de suas associações de moradores, e vereadores pedem que a Administração invista cada vez mais nesses equipamentos esportivos. O resultado é que, em 2019, chegaremos a 102 academias, espalhadas por toda cidade.

* Escrito por CCS

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.