Mesatenista do CCP/Liceu é convocada para Seletiva Adulta de Tênis de Mesa

Foto: Arquivo Pessoal Ediane Bresciani.

A atleta do CCP/Liceu Ediane Bresciani foi convocada pela Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM) para disputar a Seletiva Adulta e concorrer a uma vaga no Campeonato Pan-Americano 2019, que acontecerá em setembro deste ano, em Assunção, no Paraguai. A competição é anual e reúne os principais mesatenistas das Américas.

A seletiva para o evento está prevista para ocorrer em 16 de junho no Centro de Treinamento Paraolímpico Brasileiro, em São Paulo. Essa é a segunda vez que Ediane vai participar da disputa.

Em 2018, apesar de ter feito uma boa campanha, ela acabou perdendo na segunda fase da competição. A mesatenista jogou no primeiro grupo contra Tamiris Fukase e Victoria Ucima, do Sociedade Recreativa e Cultura Santa Maria de São Caetano do Sul (SP). Na disputa com Victória, Ediane venceu por 3×1 e contra Tamiris, a competidora piracicabana ganhou de 3×0.

Com esses resultados, ela passou em primeiro lugar no grupo e disputou contra Lívia Lima do Clube Sogipa de Porto Alegre (RS) e Jéssica Prates do clube de São José dos Campos (SP).

Nessas disputas Ediane ganhou de 3×2 de Lívia e perdeu de 3×0 para Jéssica. O jogo entre as adversárias da atleta do CCP/Liceu, acabou com Jéssica perdendo de 3×0. Com isso, a pontuação entre ela e a piracicabana ficou empatada e, em confronto direto, a atleta do CCP não passou.

Fases
De acordo com o regulamento da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM), na primeira fase os competidores serão divididos em quatro grupos de três ou quatro atletas. Todos os jogos serão em melhor de 7 sets, o que significa que o jogador que vencer 4 sets vence a partida. Classificam-se dois por grupo, dependendo do número de atletas confirmados e de cabeças de chave (os quatro melhores no Ranking Mundial de maio de 2018).

Na segunda fase, os melhores competidores de cada grupo da primeira etapa juntam-se aos cabeças de chave para disputas em sistema de eliminatória simples. O campeão garante a vaga no Campeonato Pan-Americano 2019.

Expectativa
Na competição do ano passado Ediane não conseguiu cumprir o seu próprio objetivo que era chegar, pelo menos, nas quartas de final. Agora, apesar de saber que vai ter jogos duros pela frente, ela confia aos treinos e a parceria com técnico Fábio Lopes, a apresentação de seu melhor desempenho na disputa deste ano.

“Vou precisar treinar bastante para chegar preparada para a competição e dar o meu melhor. É uma concorrência bem difícil, com altíssimo nível técnico, mas até junho tenho tempo de me preparar junto com meu técnico, que sempre me apoia”.

De 12 a 21 anos, os atletas da modalidade tênis de mesa do Clube de Campo de Piracicaba, das categorias Infantil, Juvenil, Juventude e Mirim recebem subvenção da Lei Pelé, por meio do convênio firmado com o Comitê Brasileiro de Clubes (CBC).

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

 

Fonte: Arlete Moraes – CCP

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.