Momento do Apito com Renato Canadinho

Caros leitores,

Estreio minha coluna com o mesmo sentimento do meu primeiro jogo: até onde vou chegar? Qual será o resultado final? Se for como no arbitragem chegarei ao nível do reconhecimento, admiração e sucesso e estarei muito feliz.

Por isso, meu primeiro tema será: “Nova era da arbitragem paulista”.

A presente Comissão de Arbitragem da Federação Paulista de Futebol, recentemente nomeada, é jovem, porém, muito experiente. Liderada por Ana Paula de Oliveira, profissional que buscou sua capacitação a exaustão na última década e acumula experiência internacional, seu vice presidente Emerson Augusto de Carvalho, mundialista de duas Copas, Olimpíadas, Mundiais Interclubes e muitas finais e ainda Tatiane Saciloti, ex-assistente mundialista, Márcio Verri, um dos três melhores instrutores e Celso Barbosa, ex assistente são os elementos que “oxigenaram” o quadro paulista, pois, as últimas Comissões Estaduais foram “medrosas” em renovação, fazendo, com que nosso Estado que sempre foi referência, perdesse vitrine a outros, principalmente, ao Estado de Santa Catarina.

A filosofia implantada veio com regras claras, transparente e com o recado: “aproveitem as oportunidades e se não conseguir resultados, voltarão para treinamentos específicos, mas, saberão o que a Comissão pensa”, e isso deu a tranquilidade que nossos profissionais precisavam para começar a trabalhar.

Os árbitros, assim como os clubes, realizaram suas pré temporadas, e com a presença do instrutor FIFA Jorge Larrionda, sendo por muitos, o melhor da América.

E então a começa a Copa São Paulo de Juniores e uma arbitragem com 85% de renovação, muitos jovens sendo lançados e acompanhados, tanto como arbitros, como assistentes e uma final Gre-Nal que proporcionou ao seu “apitador” estar na A1. Oportunidade dada, oportunidade aproveitada!

Começa o Estadual nas Séries A1, A2 e A3 e renovação de mais de 65% no quadro de profissionais, com suas categorias sendo refeitas e a estréia de muitos em nível superior, porém, aqui, em minha opinião, houve precipitação em alguns casos, tivemos profissionais que saíram de uma série de categorias de base para uma A2 e outros da A3 para o Paulistão e “pular” etapas não permite a vivência, o amadurecimento. Coincidência que os grandes erros e as principais polêmicas, estiveram diretamente, relacionadas a esses profissionais. Vamos citar um caso para está situação: Flávio Mineiro, bom arbitro, do quadro da CBF inclusive, atuava na A3 e teve sua estréia na primeira divisão, durante a primeira rodada, com dois assistentes de maior “bagagem” e a presidente da CEAF, Ana Paula de Oliveira, como Analista de Campo. Neste jogo atuação firme, segura, dois pênaltis marcados. Oportunidade dada, oportunidade aproveitada!

Flávio retorna a primeira divisão, após partida “criticada” na Seria A2 e desta vez, com dois assistentes “sem voz” e a maior polêmica do Paulistão (até agora) acontece, envolvente a equipe do São Paulo FC. Quarteto afastado e vão pra treinamento. Recado dado, recado cumprido!

Depois de um período de treinamentos e avaliações o quarteto já voltou a atuar.

Está comissão que está proporcionando a maior renovação dos últimos quinze anos, ainda, não teve coragem de lançar novos arbitros nós “clássicos” tendo optado pelos FIFA e o nosso querido “Tito”, Vinícius Gonçalves.

A Série A1 encontrou um “grande” que “gritou” com os erros de arbitragem, o São Paulo FC, e aí vai o melhor do Brasil, o FIFA Raphael Claus, no jogo para acalmar os ânimos.

O erro faz parte do processo de crescimento e vem da condição de humano, e o trabalho, precisa ser feito. E está comissão pós o dedo na ferida e com coragem e atitude mostrou que o quadro precisa de vida.

Portanto, a Nova Era da Arbitragem Paulista, está passando por seu primeiro grande teste e se a “politicagem” do futebol deixar, em breve nosso Estado voltará a ser jovem e nos padrões internacionais, pois, ainda estamos entre os melhores do país. O trabalho está apenas começando!

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.