Ricardo Moura – Candidato a presidente do XV de Piracicaba

Foto: XV de Piracicaba

No próximo sábado, 10 de novembro, acontece as eleições do XV de Piracicaba, no Mini Ginásio Garcia Netto, das 13h ás 17h, para o Conselho Deliberativo e no dia 13, para a diretoria executiva.

O Blog do Vitor Prates, fez uma entrevista com um dos candidatos a presidente do XV de Piracicaba, Ricardo Moura.

Blog – Quais os seus projetos para os dois próximos anos para o XV de Piracicaba?

Ricardo: Em primeiro lugar, garantir que as nossas fontes de receitas atuais permaneçam conosco, o que não é tão fácil quanto parece. Estamos negociando nesse sentido. Com essa questão resolvida, vamos procurar estreitar cada vez mais os laços com nossos patrocinadores, demonstrando um projeto viável para que o XV retorne à elite do futebol paulista e fazendo melhorias nas ações de ativação. Pretendemos também aumentar o número de sócios do clube, por meio de algumas mudanças pontuais na gestão do programa Nação XV.

Ou seja, vamos trabalhar demais para que o XV aumente suas receitas, o que facilita o trabalho em campo. Claro que as metas são conquistar o acesso para a Série A1 do Campeonato Paulista de 2019 e para a Série D do Campeonato Brasileiro de 2020, porém essas são garantias que não podemos dar, porque, por melhor que seja sua equipe, isso é impossível de cravar. O que não quer dizer que não seja possível. Não faltarão empenho, dedicação, transparência e propostas para que isso se torne realidade.

Blog – Hoje o XV de Piracicaba disputa a Série A2 do Campeonato Paulista e a Copa Paulista. A falta de calendário atrapalha, e muito, a montagem de equipes. Caso eleito o que pretende fazer para lidar com isso?

 Ricardo: A falta de calendário no segundo semestre afeta quase todos os clubes do interior, não só o XV. O fato da Copa Paulista dar uma vaga no Campeonato Brasileiro Série D ou na Copa do Brasil do ano seguinte a tornou mais atrativa e isso ajuda na exposição da marca, público no estádio, entre outros aspectos. Entretanto, ela continua deficitária e o planejamento deve ser voltado, lógico, levando esse aspecto em consideração. O que deve ser feito, como dito acima, é buscar cada vez mais fontes de receitas para que a estrutura permaneça forte durante o ano todo e que equipes competitivas sejam formadas sem comprometer a saúde financeira do clube, inclusive com parcerias, no modelo que já colocamos algumas vezes, em que o XV seja sempre o último a dar a palavra e que seja algo benéfico para ambas as partes.

Blog – Hoje o XV de Piracicaba é um dos clubes com o Certificado de Clube Formador e muito respeitado. Caso ganhe a presidência, qual o seu projeto para as categorias de base?

 Ricardo: O Certificado de Clube Formador foi uma grande conquista da nossa gestão, juntamente com o presidente Celso Christofoletti; os responsáveis pelas categorias de formação, o qual se enquadra o meu vice, o Matheus Bonassi Semmler; o Ramon (Bisson, advogado) e todos os parceiros que tivemos ao longo desse caminho: Unimed, Unimep, Uniodonto, Raízen, entre outros. Contamos com todos eles novamente para que esse documento seja mantido e que as melhorias continuem. Tivemos um bom ano em termos de resultados, com as três equipes (Sub-15, 17 e 20) avançando juntas de fase no Campeonato Paulista, o que não acontecia há nove anos. O Sub-17 nunca havia chegado à terceira fase e uma boa base para a Copa São Paulo do próximo ano está formada.

Atualmente contamos com 12 atletas em grandes equipes do futebol brasileiro, o que nos trouxe uma aproximação muito grande com esses clubes. Hoje o XV é procurado em busca de novos valores e espero que isso aconteça cada vez mais. As sementes estão plantadas. Nos últimos dois anos aprovamos quatro projetos incentivados por meio da Associação Amigos do XV, o que resultou em investimentos recebidos pelo clube em torno de um milhão de reais. Pretendemos aumentar isso nos próximos dois anos e já há a elaboração de um projeto para a construção de um CT (Centro de Treinamento) para as categorias de formação.

Blog – Como atrair os sócios e, também, como atrair os patrocinadores, pois eles crescem com bons momentos e times brigando lá em cima.

 Ricardo: Essa questão foi abordada na primeira resposta. Precisamos apresentar ações de ativação e estreitarmos cada vez mais os laços com nossos patrocinadores e sócios. Claro que o carro-chefe é o futebol e isso passa pelo resultado dentro de campo, mas não devemos nos abster a isso. Precisamos provocar experiências que só quem está ao lado do XV nessa empreitada para atingir seus objetivos pode vivenciar. Em breve, se tudo correr conforme o planejado, teremos um sistema novo para o Nação XV e faremos algumas mudanças pontuais.

O XV de Piracicaba tem uma marca forte. Qual o seu projeto de Marketing do clube?

Ricardo: O marketing envolve o que eu mencionei anteriormente: experiências. O clube deve proporcionar ao seu torcedor, em especial ao associado, que ele vivencie o XV de Piracicaba, não apenas nas arquibancadas, mas no seu dia a dia. Precisamos unir time e cidade cada vez mais. Fortalecer essa relação de dentro para fora de Piracicaba, despertando a atenção de cada vez mais pessoas em cada vez mais regiões. As vantagens de ser sócio do clube não se limitam à descontos nos ingressos para assistir aos jogos, são diversos outros benefícios e a ideia é que cada vez mais ações sejam feitas para trazer o torcedor para dentro do clube. Em qualquer lugar do Brasil que você vai, você ouve sobre o XV. É uma marca gigante e precisamos fortalecê-la da melhor maneira possível. Desta forma, atraímos cada vez mais investidores e torcedores.

Blog – Qual seu maior sonho, caso seja eleito presidente do XV?

 Ricardo: Meu maior sonho dentro do XV é chegar ao final do meu mandato, olhar para trás e ver que fizemos tudo que estava ao nosso alcance, que deixamos o XV na elite do futebol paulista e em uma divisão nacional, com a saúde financeira em dia e estruturado para que o clube caminhe bem nos anos seguintes. Quero deixar um legado.

Blog – Sua família apoia a sua candidatura?

Ricardo: Minha família sabe do meu amor pelo XV e me dá todo o apoio necessário. O esporte nos proporciona vários tipos de emoção e elas mudam rapidamente. Portanto, minha família sempre foi meu alicerce para que eu passasse por todos eles nesses anos e tenho certeza que assim continuará sendo.

Publicidade

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.