Samuel Andrade fala do seu momento na equipe profissional do XV de Piracicaba

Foto Crédito: Elcio Fabretti

Na nossa série de entrevista, vamos falar com o volante do XV de Piracicaba, Samuel Andrade, de 19 anos, natural de Americana.

Sua estreia foi contra o Rio Claro, na casa do adversário pela Copa Paulista no dia 04 de agosto de 2019. O Nhô Quim venceu o duelo por 2 a 1. Samuel disputou 10 partidas com a camisa do alvinegro e marcou um gol, que foi contra o Londrina, no qual deu a classificação inédita para a segunda fase da Copa do Brasil.

Resenha – Você passou pelo sub-20, depois aos poucos começou a fazer parte da equipe profissional, como foi tudo isso?

Samuel – Eu já vinha com a mentalidade de que quando tivesse minha oportunidade de pelo menos treinar com o profissional de ir e não voltar mais pro sub20, era uma meta que tinha traçado pra mim naquele ano, e graças à Deus já vinha fazendo um bom Campeonato Paulista sub20 e então tive a oportunidade de ir treinar com o profissional, graças à Deus fui feliz em aproveitar as oportunidades desde então.

Resenha – Como é marcar o primeiro gol pelo time profissional e ainda ajudar a equipe a passar de fase na Copa do Brasil?

Samuel – O meu primeiro gol como profissional sem duvida é o melhor momento da minha carreira até aqui, não poderia ter sido de uma maneira mais especial do que foi aquela noite, até pela fase de maus resultados e de cobrança que estávamos vivendo dentro do clube, e desde então as coisas começaram a encaminhar, pra mim é uma gratificação enorme fazer parte de tudo isso.

Resenha – Você é meia, mas o Tarcísio te colocou como volante e não saiu mais, somente depois da lesão que você teve, como que foi esta conversa e troca de posição?

Samuel – O Tarcísio tomou essa decisão mediante aos treinamentos e a minha adaptação também a nova posição.  Graças à Deus me adaptei rápido ao estilo de jogo e a nova função que exerço agora dentro de campo, e como sempre o Tarcísio sempre me orientando ajustando o que tem que ser ajustado, e eu devo isso também aos meus companheiros ao Hiroshi que sempre me auxiliou bastante nessa nova função ao Bruno Lima ao Fraga, e agora já estou acostumado com a nova posição.

Resenha – Samuel você vinha numa sequencia boa na equipe titular, sofreu uma lesão e estava pronto para voltar, fale sobre este momento de recuperação?

Samuel – Sim. Infelizmente tive uma lesão muito chata de recuperar, foi em num momento em que eu não esperava em um momento que eu estava bem, mas graças a Deus o Departamento Médico, através Marcel Guarda e o Gabriel, além dos Preparadores Físicos Rildo Dionísio e Leonardo Tabai que passaram os trabalhos pra minha transição.  Já estou bem e treinando muito em casa ansioso pra voltar a jogar.

Resenha – Esta paralisação pode prejudicar o XV, que vinha num bom momento dentro da A2?

Samuel – Essa paralisação acredito que não irá nos prejudicar, claro que não nos agrega essa paralisação por conta do ritmo de jogo que estávamos tendo, mas a prioridade é sempre o bem estar de cada um, mas nosso time está centrado num só objetivo que é o acesso junto com o título.

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.