XV de Piracicaba e São Caetano 90 minutos do primeiro jogo da final

FOTO CRÉDITO: VITOR PRATES

O XV de Piracicaba tem o melhor ataque da Copa Paulista com 38 gols marcados, o artilheiro da competição Raphael Macena com 12 gols, do outro lado desta final inédita está o São Caetano, que tem a melhor defesa sofreu apenas 14. Tem Gleyson que anotou 10, no torneio.

O Nhô Quim chega a sua terceira decisão, foi vice em 2008 e campeão na temporada de 2016, entre os profissionais que trabalham no clube, apenas um vive esta emoção de estar em três momentos distintos. Cristiano Cavalcante hoje preparador de goleiros, em 2008 esteve defendendo as metas do alvinegro. Em 2016, já fora das quatro linhas trabalhava na comissão técnica e neste ano repete o feito, agora ao lado de Tarcísio Pugliese, Ivo Secchi e toda a equipe.

O São Caetano por sua vez chega a primeira decisão de Copa Paulista, são apenas seis participações na competição, sendo em 2016, ficando na terceira posição.

O treinador alvinegro chega a sua segunda final nesta competição, em 2015 ele dirigia o Ituano e naquele ano dois jogadores hoje fazem parte do atual elenco do Nhô Quim, o goleiro Fábio e o volante Wellington Simião. Tarcísio completa no clube semana que vem 1 ano, chegou em uma semifinal na Série A2 do Paulista e pode coroar o ano com um título.

“Momento fantástico, muito feliz de estar nesta final pelo XV, muito feliz da possibilidade de conquistar este título, vamos fazer tudo possível e o impossível e um pouco mais se precisar. Todo mundo está muito consciente de como é importante essa vaga na Série D, pro XV de Piracicaba, para o ano que vem, para ter um calendário melhor, para ter uma perspectiva de acesso, numa divisão do brasileiro, então todo mundo está muito feliz, muito concentrado, é um momento realmente muito especial, um ano muito bom, jogamos um ano muito bem, um ano nas competições nos quais nós participamos chegamos nas finais, sempre brigamos pelo topo da tabela, são só coisas boas aqui no XV de Piracicaba”, disse Pugliese.

Tarcísio Pugliese – Foto Crédito: Vitor Prates

A expectativa do comandante do Alvinegro Piracicabano é por dois confrontos muito equilibrados. “O São Caetano tem uma equipe muito forte e competitiva. É óbvio que, em uma final, não tinha como ser diferente. Eles possuem diversos jogadores de qualidade e muito experientes, porém acredito muito no nosso elenco. Vivemos um ano muito bom, em que jogamos muito bem, sempre brigando pelo topo da tabela”, disse Pugliese.

Confrontos:

Foram 12 jogos na história, sendo 01 vitória do XV de Piracicaba, 08 empates e 03 vitórias do São Caetano.

Pela Copa Paulista, apenas três duelos, com uma vitória do alvinegro em 2017 por 2 a 0, uma vitória do Azulão e um empate.

XV de Piracicaba e São Caetano

Ficha Técnica:

Copa Paulista – Final – 25ª rodada

XV de Piracicaba x São Caetano

Data – 09/11/2019
Horário – 18h00
Local – Estádio Municipal Barão da Serra Negra, Piracicaba

Arbitro: Thiago Duarte Peixoto

Arbitro Assistente 1: Anderson Jose de Moraes Coelho

Arbitro Assistente 2: Fabricio Porfirio de Moura

Quarto Arbitro: Ricardo Bittencourt

Quinto Arbitro: Bruno Silva de Jesus

Avaliador de Campo: Luiz Vanderlei Martinucho

XV de Piracicaba – Luiz Fernando; Jefferson Feijão, Gilberto Alemão, Paulão e Peri; Fraga, Simião e Cássio Gabriel; Misael, Luizinho e Raphael Macena   Técnico: Tarcísio Pugliese

São Caetano – Tom; Lucas Mendes, Junior Alves, Max e Bruno Recife; Mazinho, Karl e Jean Dias; Clayton, Emerson Santos e Marlon. Técnico: Marcelo Vilar

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.